A empresa Pantone definiu mais de 1.100 cores nomeadas com um número único seguido por uma letra e divididas em escalas impressas (como a da imagem acima). São misturas percentuais de 15 pigmentos básicos, incluindo o preto e o branco translúcido, que resultam em uma cor final padronizada. Essa padronização permite que as cores tenham a mesma aparência em qualquer lugar do mundo, desde que utilizadas as escalas corretas para cada tipo de substrato. Portanto, as cores Pantone são perfeitas para uso em logotipos de empresas, designs corporativos ou como definição de uma cor padrão institucional. “Os Pantones” são difíceis de imitar usando CMYK, pois as cores são criadas usando vários pigmentos, não apenas as 4 cores básicas – Ciano, Magenta, Yellow (Amarelo) e blacK (Preto).

Impressões em cores Pantone (ou PMS) podem ser mais caras, pois normalmente as latas das tintas são compradas sob encomenda, tem quantidade mínima de kg para compra e data de validade. Ou seja, se sobrar tinta, ela muito provavelmente será inutilizada.

Entreguei os arquivos corretos e ainda assim as cores parecem diferentes

Às vezes, as pessoas percebem uma mudança de cor quando recebem o impresso final. Um dos motivos que pode explicar essa mudança são os tipos diferentes de papel – cada papel reage de maneira diferente quando impresso, resultando em alterações de cor que podem ser bem relevantes. Por isso, as indústrias gráficas têm catálogos das cores Pantone nos papeis coated (brilho) e uncoated (fosco). A depender do seu projeto, você deve ver a cor na “escala” correta para identificar a aparência do impresso antes de liberar a produção em escala.

Pode acontecer também de você estar comparando o produto final entregue pela gráfica offset com algo que imprimiu na impressora doméstica. Nesse caso, é muito provável haver diferenças, uma vez que esse tipo de impressora não tem recursos para simular alguns perfis de cores necessários para garantir fidelidade com as tintas gráficas. É importante ressaltar que as impressoras digitais não imprimem cores Pantone e sim simulam através do CMYK.

Outra possibilidade é que o seu monitor mostre uma cor diferente da impressa, pois o padrão de cor do vídeo é RGB (Red, Green, Blue) e, para simular as cores CMYK e Pantone similares às impressas têm que ter recursos avançados de calibração. Ou seja, o mesmo folheto pode parecer diferente em outro monitor.

Dicas para evitar diferenças de cores:

Em resumo, as cores CMYK e Pantone são preferidas para produtos impressos.

Lembre-se sempre desses quatro pontos para escolher o modo de cor mais adequado ao seu projeto:

Para ter uma ideia mais precisa das cores e um custo reduzido, sempre crie seu design em CMYK.

Você quer exatamente a mesma cor? 

Encolha uma cor Pantone para chamar de sua. Fique atento ao tipo de papel escolhido. As cores mudam com papeis diferentes. Escolha uma gráfica que ofereça provas de cor. Isso lhe dará a segurança de avaliar as cores do seu impresso antes de iniciar a produção em quantidade.

Com este pequeno guia você está pronto para fazer seu pedido de impressos. Continue visitando o nosso blog e acompanhe tudo sobre comunicação impressa e indústria gráfica.